As mulheres sabem que a democracia é o lado certo da história, afirma Dilma

8 de março de 2017

A presidenta eleita Dilma Rousseff enviou mensagem às mulheres brasileiras alertando para o desmonte das políticas públicas conquistadas nas lutas pela equidade de gênero nas últimas décadas. Em vídeo divulgado nesta quarta-feira, oito de março, por ocasião do Dia Internacional da Mulher, ela faz um chamamento à resistência pela igualdade e pela democracia.

Segundo ela, o governo interino encabeçado por Michel Temer vem promovendo um desmonte das políticas públicas implementadas em seu governo, tanto para enfrentar a violência de gênero quanto para a autonomia econômica. E ameaça ainda com a redução de direitos trabalhistas e previdenciários de caráter perverso, pois não reconhece a função social da maternidade e amamentação e dos cuidados exercidos ao longo da vida. Tais medidas, como o aumento do tempo de contribuição à Previdência e a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria, entre outras, se aprovadas, impactarão em profundidade a vida das mulheres, em especial das trabalhadoras e mais pobres. Essas últimas, as principais beneficiárias das políticas sociais, como o programa Minha Casa Minha Vida e o Bolsa Família. Ambos vem sofrendo cortes e ataques pelos setores que articularam a sua destituição em forma de um golpe parlamentar, sem crime de responsabilidade.

É preciso resistir, conclama Dilma, que agradeceu, em seus pronunciamentos, a participação ativa das mulheres contra o golpe e no apoio à luta de resistência que está sendo travada no País.


contato@dilma.com.br
Este não será o País do ódio